terça-feira, 23 de maio de 2017

MPF denuncia Lula em caso de sítio

DW

Procuradores da força-tarefa da Lava Jato afirmam que ex-presidente é verdadeiro proprietário do imóvel em Atibaia. Lula e outros doze, entre eles donos de empreiteiras, são acusados de corrupção e lavagem de dinheiro.

Essa é a sexta denúncia apresentada contra o ex-presidente


O Ministério Público Federal (MPF) denunciou nesta segunda-feira (22/05) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nas investigações que envolvem um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. Os procuradores da força-tarefa da Lava Jato acusam o petista de corrupção e lavagem de dinheiro.

O MPF afirma que o ex-presidente seria o verdadeiro dono do sítio e teria se beneficiado de mais de 1 milhão de reais em obras feitas no local. O imóvel teria sido adquirido por empreiteiras com recursos desviados da Petrobras e repassado a Lula como vantagem ilícita.

Além de Lula, os procuradores indiciaram ainda os empreiteiros Marcelo Odebrecht, Emílio Odebrecht, Léo Pinheiro, além do pecuarista José Carlos Bumlai e diversos funcionários das construtoras Odebrecht e OAS. Os 12 indiciados são acusados de lavagem de dinheiro e corrupção ativa ou passiva.

Cabe agora ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelas ações em primeira instância da Operação Lava Jato, decidir se aceita ou não as denúncias.

Essa é a sexta denúncia apresentada contra o ex-presidente, e a quarta na Operação Lava Jato. Lula já é réu em cinco ações penais que correm na Justiça comum, acusado de corrupção, lavagem de dinheiro, obstrução da Justiça, tráfico de influência e organização criminosa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário